DAY 1 – 30 DE JUNHO DE 2017

07:30 – 07:55   Credenciamento

08:00 – 08:55   Abertura

09:00 – 09:55   A liderança de Alagoas na oferta de dados abertos governamentais no Brasil com Thiago Ávila – Superintendente de Produção da Informação e do Conhecimento na SEPLAG.

A palestra apresentará a experiência do Governo do Estado de Alagoas na produção e oferta de dados abertos que o credenciou para ser o primeiro estado do Brasil a aderir a Infraestrutura Nacional de Dados Abertos – INDA, sendo a 3a maior fonte de Dados Abertos do Portal Brasileiro de Dados Abertos  (www.dados.gov.br).

10:00 – 10:55   Como analisar dados desconhecidos? Exemplos de análise exploratória utilizando dados abertos de Alagoas com Letícia Portella – Cientista de dados na Crave Food Services, desenvolvedora Python.

Com base em dados abertos do Estado de Alagoas, vamos descrever metodologias de análise exploratória de dados como uma ferramenta preliminar ao se deparar com um novo conjunto de dados. O objetivo é mostrar exemplos práticos de análises gráficas e não-gráficas, uni e multivariadas e como estas podem ser aplicadas em dados desconhecidos de forma a guiar o pesquisador a novas perguntas e novas análises.

11:00 – 11:55   Serenata de Amor: Inteligência Artificial usando dados abertos governamentais com Jessica Temporal – Cientista de dados na Operação Serenata de Amor.

Conheça o projeto Serenata de Amor, uma iniciativa de ciência de dados com código aberto e financiamento coletivo que construiu uma plataforma de inteligência artificial capaz de minerar e buscar discrepâncias na prestação de contas dos gastos de nossos deputados federais. Entenda como o projeto começou, como ele foi feito, os promissores resultados alcançados até o momento, quais são os próximos passos e como você pode nos ajudar a fiscalizar ainda mais os nossos representantes.

12:00 – 13:55   Intervalo

14:00 – 14:55   Utilizando dados abertos conectados para gerar inovação com Armando Barbosa – CTO da Linked Knowledge (LINKN).

A utilização de dados vem se tornando um importante diferencial para inovação e novos negócios. Nesta palestra será abordado como Dados Abertos Conectados (Linked Open Data) se encaixa neste novo paradigma, bem como desafios e diferenciais proporcionados.

15:00 – 15:55   Big Data e Data Science: Por que essa nova onde vai mudar a sua vida? com Pedro Costa Ferreira  Cientista chefe do Centro de Métodos Estatísticos e Computacional (FGV | IBRE).

Neste seminário discutiremos os novos conceitos relacionados ao tema de Big Data e Data Science, bem como, alguns exemplos de como tais tecnologias estão mudando a vida das pessoas. No final da palestra serão discutidos os passos para se tornar um cientista de dados e as ferramentas necessárias para trilhar esse caminho.

16:00 – 16:20   Intervalo

16:20 – 17:25   A Ciência de Dados e o seu negócio com Hélio Teixeira Cientista chefe do Centro de Estudos e Pesquisa em Ciência de Dados e Inteligência Artificial do IHT/ColaboraLab.

Como formar equipes de Ciência de Dados (Data Science) que façam as perguntas certas e entreguem valor real para o seu negócio.

17:30 – 18:25   Agência Tatu

18:30 – 19:25   Painel: Negócios e inovação em dados

Este painel reunirá experiências de empresas que inovaram na construção de negócios e serviços baseados em Dados. Composto por quatro empresas – Agência Tatu, Liciteiro, LinKn e Ilhasoft -, o painel apresenta o potencial que a Ciência de Dados possui para a geração de negócios inovadores baseados em dados.

***

DAY 2 – 1 DE JULHO DE 2017

8:35 – 9:30   Painel: Dados espaciais e Geotecnologias

Neste painel você vai conhecer [e aprender com] experiências exitosas de produção e uso de dados espaciais e geotecnologias para apoio à tomada de decisão e desenvolvimento de projetos inovadores. O painel explorará o potencial dos dados espaciais num ecossistema de Ciência de Dados.

09:35 – 10:30   Workshop com Sergio Oliveira – CTO da Crave Food Services e co-fundador da Associação Python Brasil.

10:35 – 10:55   Intervalo

11:00 – 11:55   Observatório da Despesa Pública de Alagoas: O seu papel no controle interno com Adriana Araújo Peixoto – Superintendente de Auditagem da Controladoria Geral do Estado de Alagoas (CGE/AL)

Nesta palestra iremos abordar: Como funciona o Observatório da Despesa Pública e os seus fluxos; Como realizamos os cruzamentos de dados com os diversos sistemas do estado; e como funciona o Banco de Dados do Observatório da Despesa Pública.

13:30 – 14:25   Tecnologia com voz política: chega de utopia, quero ver é mão na massa com Eduardo CuducosSociólogo hacker e co-fundador da Operação Serenata de Amor. 

Dos 5 projetos open-source mais populares do Brasil Cuducos participa diretamemte de dois deles. E são dois projetos ligados à política. Nessa palestra ele mostra como ele usa a tecnologia – massivamente open-source – para interagir com o mundo, para marcar opiniões e posicionamentos diante de questões de interesse público.

14:30 – 15:25   Soluções Big Data: da captura à visualização, passando pelos conceitos com Eduardo Morelli – Cientista de dados e coordenador do Curso de Pós-Graduação em Big Data do Instituto Infnet.

Nesta palestra serão discutidos os conceitos básicos por trás das tecnologias ditas “Big Data” e apresentada uma proposta de “pipeline” para um problema envolvendo grandes volumes de dados variados consumidos rapidamente e proporcionando valor para o consumidor. Os assuntos a serem vistos vão desde a captura de dados utilizando sensores (a chamada internet das coisas) até a descoberta de correlações insuspeitas utilizando técnicas de aprendizagem de máquina.

15:30 – 15:50   Intervalo

15:55 – 16:50   Big Data no mundo real com Renan OliveiraCientista de Dados da Globo.com.

Como estamos revolucionando, com dados, a globo.com. Como o Big Data se tornou um pilar fundamental na tomada de decisão da empresa e qual foi o caminho que trilhamos para chegar lá.

16:55 – 18:00   Mentalidade direcionada por dados – pensando e tomando decisões mais efetivas e eficientes com Thoran Rodrigues – Fundador e CEO da BigData Corp.

Nessa palestra, vamos discutir a mudança de paradigma de tomada de decisões que estamos vivendo hoje, e como o Big Data e as áreas correlacionadas (inteligência artificial, visualização de dados, etc.) estão transformando os processos decisórios nos mais diferentes setores da economia. Vamos explorar alguns exemplos práticos dessa transformação, e falar da importância da ciência de dados para esse processo, bem como explorar os pontos cruciais aonde a maneira de pensar das pessoas precisa mudar para lidar com esse novo mundo.